Afinando o Corpo para Cantar

  • Tâmara David

Orientação vocal, práticas de escuta consciente e construtiva (musical e do outro), interpretação em cena, consciência corporal e sua relação direta com o cantar, estes serão alguns dos elementos trabalhados nesta oficina.

O repertório proposto é voltado principalmente a cultura de matriz afro brasileira popular, de domínio público e com pinceladas nas referências de cantores e músicas de outros cantos do mundo. Músicas livres de preconceitos machistas e homofóbicos.

Buscaremos o autoconhecimento da liberdade vocal e da expressão corporal, trazendo autoconfiança para comunicação interpessoal.

Conteúdo programático

Os encontros são divididos com os seguintes blocos

1) Conexão – Momento dedicado a práticas respiratórias, introdução de alguns fundamentos norteadores da Técnica Alexander – percepção corporal e conexão com o grupo.

-Repouso construtivo – Exercícios vocais também em repouso construtivo

-Atividades que elucidem a fina relação entre cabeça e coluna

-Respiração – práticas que proporcionem atenção e conexão e entendimento da expansão respiratória de formas variada.

2) Despertar do Corpo –  aquecimento vocal e corporal tem como base a série de práticas que mantenho e que podem servir de suporte para os cantantes-faladores, independente da atuação no palco. A voz entendida como instrumento integrante de um todo.

Eu falo e canto com tudo de mim.

Momento de autocuidado.

Exploração de possibilidades vocais

3) Interação – Neste momento convidamos os participantes para atividades em grupo que proporcione um ambiente que traga segurança, para que se sintam á vontade a experimentar.

O não julgamento é reforçado a todo tempo. O erro não existe. Ele faz parte da experiência e norteia a superação do até então, entendido obstáculo.

“Na ausência do errado, o certo se faz”.

Jogos de percepção rítmica, improvisação e propostas de utilização do espaço com foco no direcionamento do pensamento. Trabalhar a idéia de como uma simples mudança de pensamento afeta totalmente a forma e o resultado de uma ação.Seja ela mais voltada ao canto ou não.

4) Pressuposto Ouvido Aberto – Para cantar, é necessário escutar! E muito!

Momento de convite a uma escuta mais apurada de determinada artista, grupos vocais e canto ritual.

Percepção Inclusiva do espaço e do outro . Visão e audição receptiva.

Apontar para gentileza consciente e construtiva para si e para x outrx.

A quem se destina

Iniciantes ou artistas da cantoria que queiram explorar e desmistificar o uso do corpo e quebrar barreiras em relação ao processo do cantar e estar em cena. Público geral interessado no tema.

Precisa de bolsa? Clique aqui

Educadoras(es)

  • Tâmara David