Como criar e utilizar espaços ao ar livre nas escolas

  • Estela Cunha Criscuolo
  • Gabriela Ribeiro Arakaki

A natureza é entendida por este sistema como fonte de recursos e energia para a produção de bens e também como local de deposição dos resíduos gerados após o
consumo. Este ciclo, entretanto, não permite os sistemas naturais se reestimular a reconexão de mulheres, homens e crianças com a natureza, assim como estimular e fortalecer a consciência crítica sobre a problemática socioambiental com a adoção de
hábitos coletivos mais sustentáveis são algumas das estratégias para amenizar a crise vigente.
Dar voz às crianças é também elemento fundamental neste processo de amenizar a crise de valores que tem o adultocentrismo como uma de suas bases. Esta concepção leva à ideia de que todas as crianças são iguais e contribui para a invisibilidade das crianças e das infâncias reais, pois não revelam suas identidades, singularidades, histórias, culturas, pertencimentos, diversidades e contextos de vida.

A partir disso, a oficina propõe a formação com educadores/as com o tema principal Horta na escola, sendo dividido em:

1. Diagnóstico;

2. Plantas e plantio;

3. Composteiras;

4. Cisternas e fechamento.

 

Objetivos:

Ampliar o repertorio das/os educadoras/es para que se utilizem da
horta como recurso pedagógico para desencadear em conteúdos a partir da vivência fora da comum sala de aula.

 

 

Realização conjunta

  • Ação Educativa
  • Coletivo Organicidade

Conteúdo programático

1º Encontro:
– Dinâmica de apresentação;
– Roda de conversa: Quem sou eu dentro da escola, qual e como a escola é?;
– Mapeamento e diagnóstico da comunidade escolar, porque isso é importante;
– Apresentação da ferramenta chamada Mapa Verde;
– Criação de um mapa verde do espaço.

2º Encontro:
– Dinâmica de inicio;
– Diagnóstico físico-espacial através do mapa verde, diagnostico minimo para o planejamento de uma horta, aplicação dos princípios da permacultura, demonstração de planejamento;
– Primeiros passos para construir uma horta, como realizar atividades na horta;
– Introdução ao tema de hortas verticais e materiais recicláveis
Produção de mudas;
– Plantas antagônicas e companheiras;
– Atividade prática: atividade sobre horta, criação de hortas em materiais reciclados (caixotes, palha, saco de estopa, mudas, Terra, adubo, garrafa PET, tecido, cano de PVC, estiletes, tesouras, serra arco, fogo).

3º Encontro:
– Ecossitemas e biodiversidade dentro da horta e sua importância;
– Manejo do solo, solos saudáveis plantas saudáveis;
– Que conteúdos podemos aplicar desde o ensino infantil ao fundamental I e II;
– Compostagem e sua importância.

4º encontro:
– Água e sua importância;
– Construção de uma cisterna;
– Alinhado a atividades possíveis com crianças e jovens sobre a água.

A quem se destina

Professores/as, educadores/as, ativistas, estudantes e outros interessados na temática.

Precisa de bolsa? Clique aqui

Educadoras(es)

  • Estela Cunha Criscuolo
  • Gabriela Ribeiro Arakaki