A educação popular como formação política

  • João Colares
  • Pedro Pontual
  • Raimunda Oliveira
  • Roberto Catelli Jr.

O encontro está destinado a discutir a educação popular como formação política, tendo por base o legado de Paulo Freire. Espera fortalecer as possibilidades de articulação entre movimentos e instituições relacionadas à educação popular vinculadas ao CEAAL e otras participantes.

 

Contexto e proposta

 

A América Latina passa por um processo de ataque às democracias, impondo-se políticas conservadoras que acentuam as desigualdades. Neste contexto, a educação popular cumpre o papel fundamental de politizar as classes populares, mobilizando para a luta contra as desigualdades. Para isso, busca-se criar oportunidades para que diferentes atores possam entrar em diálogo e construir novas estratégias de ação levando em conta o contexto. Coloca-se aí também como desafio desencadear no país a Campanha Paulo Freire, colocando-o como símbolo da resistência contra modelos que atentam contra uma educação libertária e transformadora.

A proposta é discutir a concepção de educação popular, seus princípios e pressupostos, aprofundando o tema da formação política. Espera-se que experiências formativas de movimentos sociais, ONG’s, cursinhos populares, universidades possam ser compartilhadas, estimulando o diálogo entre os participantes e a construção de possíveis ações conjuntas. Em especial, o encontro se propõe a:

  • Discutir estratégias de fortalecimento do trabalho de base a partir da Educação Popular no Brasil com a participação de movimentos sociais.
  • Estabelecer marcos para a construção de Campanha em Defesa do Legado de Paulo Freire.

Realização conjunta

  • Ação Educativa
  • CEAAL Brasil – Conselho de Educação Popular da América Latina e Caribe

Conteúdo programático

  • Desafios da Educação Popular no contexto atual para a formação política – Pedro Pontual
  • Trabalho em grupos compartilhando experiências e propostas de ação
  • Plenária de encaminhamentos e estratégias de fortalecimento de campanhas de base a partir da educação popular.
  • Construção de Campanha em defesa de Paulo Freire

A quem se destina

Educadoras(es) populares, estudantes, ativistas, integrantes de movimentos sociais, organizações da sociedade civil, universidades e cursinhos populares e público geral interessado.

Educadoras(es)

  • João Colares
  • Pedro Pontual
  • Raimunda Oliveira
  • Roberto Catelli Jr.