Hip Hop e Letramentos de Reexistência: Poesia, Grafite, Música, Dança

  • Ana Lúcia Silva Souza
  • Deborah Pavani
  • Jean Carlos Furio – Sonéca
  • Jonatas Marques de Oliveira – Nathas
  • Leandro Gomes – LG
  • Rodrigo de Oliveira Vicente – Dimenor

A oficina será espaço de reflexões sobre os usos da linguagem dentro e fora da escola, pensando a cultura Hip Hop como Letramento de Reexistência.

O conceito de Letramento de Reexistência permite pensar e traçar caminhos que tratam das experiências cotidianas de gestualidades, leituras, escritas e
oralidades como potências de vida, com foco nas trajetórias formativas de
corpos negros e periféricos.

Conteúdo programático

1ª Etapa: A cultura hip-hop como produção Afrodiaspórica

2ª Etapa:  conceitos importantes – letramentos, culturas e identidades

3ª Etapa: Reexistência um conceito em construção, de 2009 pra cá

A quem se destina

Professoras e professores de educação básica,  ativistas,  estudantes e pesquisadores de temáticas que envolvem educação e relações raciais, em especial da cultura e linguagens do Hip Hop.

Precisa de bolsa? Clique aqui

Educadoras(es)

  • Ana Lúcia Silva Souza
  • Deborah Pavani
  • Jean Carlos Furio – Sonéca
  • Jonatas Marques de Oliveira – Nathas
  • Leandro Gomes – LG
  • Rodrigo de Oliveira Vicente – Dimenor