Funk, juventude e formação política

Ação Educativa e Liga do Funk realizam atividade conjunta para discutir práticas culturais da juventude nas periferias, considerando o fenômeno do funk e dos fluxos, seus impactos nos territórios, na educação e na afirmação de direitos dessa juventude.

O evento inicia com um momento aberto da Liga do Funk, no qual a organização mostra um pouco do seu trabalho de apoio a jovens MCs, com batalha, dança e canto. Em seguida, dialoga com os resultados do projeto “Juventude com Direitos”, realizado pela Ação Educativa e Oxfam Brasil, que mobilizou e formou jovens de Sapopemba e São Mateus em torno dos direitos da juventude, com foco nas dimensões racial e de gênero. Será apresentado vídeo de conclusão do projeto, realizado por 20 jovens, com apoio do TV Doc Capão (zona sul), que mescla poesia, dança e funk. O evento também reunirá ativistas culturais e artistas periféricos para debater aspectos políticos do funk, sua relação com o racismo estrutural, as desigualdades de gênero e com a educação popular.

Realização conjunta

  • Ação Educativa
  • Liga do Funk

Conteúdo programático

1. Atividades da Liga do Funk (aulas de dança+canto e batalha de rimas)

2. Apresentação da Liga do Funk com Marcelo Galático e apresentação do Projeto #Juventudes com direitos com os Jovens

4. Exibição do videoclipe

3. Roda de conversa: Funk, Juventude e Formação Política

A quem se destina

Educadoras(es), professoras(es), interessadas(os) em funk

Educadoras(es)

  • Privado: Eduardo Brechó
  • Privado: Mc Cacau Rocha
  • Privado: Renata Prado
  • Privado: Verônica Vieira